Home » Como Cuidar de Uma Orquídea? 15 Dicas Essenciais Para Orquídeas Lindas e Saudáveis!

Como Cuidar de Uma Orquídea? 15 Dicas Essenciais Para Orquídeas Lindas e Saudáveis!

As orquídeas são lindas, coloridas e bem delicadas. Em todo o mundo, cada vez mais pessoas se apaixonam por essa flor.

Mas para quem está começando no cultivo, nem sempre é fácil saber como cuidar de uma orquídea.

Afinal, é importante descobrir quantas vezes deve-se regar a orquídea, como cuidar a adubar as orquídeas em vasos, onde deixar a orquídea dentro de casa, entre outras informações.

Não sabe como cuidar de uma orquídea? Não precisa se desesperar. Selecionamos as 15 dicas mais importantes. Confira!

Localização da orquídea dentro de casa

Localização da orquídea dentro de casa
Localização da orquídea dentro de casa | pexels.com

Manter as orquídeas em vasos dentro de casa é uma das formas mais comuns de cultivo da planta.

Mas para que ela se desenvolva corretamente é essencial encontrar o lugar certo para deixar o vasinho.

O ideal, nesse caso, é deixar a orquídea próxima a uma janela, para que ela tenha contato com o ar e a luminosidade.

Mas, cuidado, porque as orquídeas não podem receber muitos raios solares diretos, então escolha uma janela que receba o sol da manhã.

Temperatura ideal

Temperatura ideal para a orquídea | pexels.com

Além da quantidade de luz, é importante que o local escolhido não seja nem muito quente, nem muito frio.

Isso porque as orquídeas se desenvolvem melhor a temperaturas entre 10º a 25ºC.

Assim, evite colocar sua orquídea em locais próximos ao ar condicionado.

Se você tiver outras plantas ou orquídeas, tome cuidado para não deixá-las muito próximas, pois se uma estiver infectada com pragas, outras poderão pegar.

Cuidado na escolha dos vasos

Cuidado na escolha dos vasos
Cuidado na escolha dos vasos | pexels.com

Na hora de plantar a orquídea, prefira pelos vasos de barro aos de plástico.

Embora sejam mais caros, os vasos de barro são mais porosos e drenam melhor a água.

Caso use os vasos de plástico, atenção às regas, evitando encharcar demais a plantinha.

Frequência de rega

Frequência de rega
Frequência de rega da orquídea | pexels.com

Outra dúvida bem comum é sobre quantas vezes é preciso regar a orquídea.

Em geral, a recomendação é que a orquídea seja regada 1 vez a cada 4 dias.

Se o clima estiver seco, elas podem ser regadas uma vez por semana.

Forma correta de regar a orquídea

Forma correta de regar a orquídea
Forma correta de regar a orquídea | pexels.com

Além da frequência ideal de rega, outro ponto importante é prestar atenção à maneira como essa rega é feita.

A indicação é molhar a orquídea lentamente para que a água seja acondicionada entre as raízes.

Regue até a água começar a escorrer nos vácuos do vaso.

Horário ideal para a rega

Horário ideal para a rega
Horário ideal para rega da orquídea | pexels.com

Outra dica importante de como cuidar de uma orquídea é sobre o horário certo para realizar as regas.

O mais indicado é regar a orquídea pela manhã, para que a planta consiga secar durante o dia.

Evite fazer a rega durante à noite, pois a orquídea demorará a secar, o que poderá favorecer o ataque de bactérias e fungos.

Atenção às espécies de orquídeas

Atenção às espécies de orquídeas
Atenção as espécies de orquídeas | pexels.com

Um ponto essencial para cuidar bem da sua orquídea é saber de qual espécie ela é. As Oncidium se adaptam bem tanto dentro de casa como nos jardins.

As Vanda possuem raízes aéreas e, por isso, devem ser plantadas em áreas abertas, como quintais e jardins. Elas gostam de muita luz e locais arejados.

As Cattleya e as Phalaenopsis se adaptam bem a diversos ambientes, além de serem fáceis de cuidar e se desenvolverem em vasos.

Atenção ao substrato

Atenção ao substrato
Atenção ao substrato da orquídea | pexels.com

Na hora de cultivar a sua orquídea, existem alguns pontos essenciais que precisam ser considerados.

A terra, por exemplo, não é o substrato mais recomendado, pois várias espécies têm raízes que precisam de mais espaço e algumas contam com raízes aéreas.

Nesse caso, o indicado é usar casca de pinheiro, xaxins, perite ou uma mistura de vários substratos, inclusive com opções já prontas para o cultivo de orquídeas.

Use o adubo certo

Use o adubo certo
Use o adubo certo na orquídea | pexels.com

Todas as plantas precisam de adubação para se desenvolverem bem. Ainda que as orquídeas consigam absorver nutrientes pelas folhas e pelas raízes, elas também precisam desse cuidado.

As adubações químicas têm efeito mais rápido, porém é preciso usar a quantidade certa para não prejudicar a planta.

O mais usado para orquídeas é o NPK 20-20-20 que pode ser aplicado uma vez por semana e precisa ser colocado tanto nas folhas como no substrato.

Para estimular a próxima florada, use NPK 10 30 20, que tem maior concentração de fósforo.

Atenção à cor das folhas

Atenção à cor das folhas
Atenção a cor das folhas da orquídea | pexels.com

Como cuidar de uma orquídea envolve, também, observar sua planta com cuidado.

Isso porque ela dará sinais se algo estiver errado.

A cor das folhas, por exemplo, é um indicativo importante.

Se as folhas estiverem escuras, mude a orquídea de local. Quanto mais contato com a luz ela tiver, mais irá florir.

Cuidado com as pragas

Cuidado com as pragas
Cuidado com as pragas na orquídea | pexels.com

As pragas mais comuns que atingem as orquídeas são: pulgões, vespas, fungos, caracóis e cochonilhas.

Os pulgões aparecem em pontos coloridos como amarelo, preto ou branco e gostam de folhas novas. Podem ser tratados com inseticida ou sabão de coco.

Os fungos causam manchas escuras nas orquídeas. O ideal é cortar as partes afetadas e queimá-las.

As cochonilhas se alimentam das raízes das plantas e o recomendado é fazer o replantio para eliminar a praga.

Conheça os insetos amigos das orquídeas

Conheça os insetos amigos das orquídeas
Conheça os insetos amigos das orquídeas | pexels.com

Embora alguns insetos sejam vistos como pragas, outros ajudam a sua orquídea.

A joaninha é um exemplo que se alimenta de pragas que podem surgir nas orquídeas.

O mesmo ocorre com as aranhas e as libélulas. Então nada de matar esses insetos se os vir na sua orquídea.

Cuide da orquídea depois da floração

Cuide da orquídea depois da floração
Cuide da orquídea depois da floração | pexels.com

É normal que, em algum momento, a orquídea perca suas flores.

Normalmente, as orquídeas não desenvolvem mais flores a partir da haste antiga. Por isso, em alguns casos, a haste poderá secar e o ideal, nessa situação, é cortar a haste.

Quando as flores caem, a orquídea entra no período de descanso, então cuide bem da sua planta, fazendo as podas e adubando corretamente para que ela volte a florir.

Pode a orquídea corretamente

Pode a orquídea corretamente
Pode a orquídea corretamente | pexels.com

A poda é essencial para que a orquídea continue crescendo de forma saudável e bonita.

O importante é podar apenas as partes danificadas da planta, como as partes com pragas ou a haste seca.

No caso de raízes com cores mais escuras, é preciso retirá-las do vaso e cortar apenas as partes danificadas.

E sempre faça a poda da orquídea no período de repouso (quando as flores caem).

Use plaquinhas de identificação nas suas orquídeas

Use plaquinhas de identificação nas suas orquídeas
Use plaquinhas de identificação nas suas orquídeas | pexels.com

Se você tem um orquidário ou várias orquídeas para cuidar, a dica é usar plaquinhas de identificação em cada uma delas.

Anote o nome da espécie, período da última floração e tipos de adubos usados, bem como a última vez aplicada.

Agora ficou mais fácil saber como cuidar de uma orquídea?

Aproveite e veja o nosso conteúdo especial com 50 tipos de orquídeas!